Escolha uma Página

O EDI é muito utilizado atualmente, para substituir as comunicações B2B manuais como correio postal, fax e email, por sistemas de trocas eletrônicas de informação.

Os documentos fluem diretamente do computador do remetente (por exemplo, um sistema de logística) para o computador do receptor (por exemplo, um sistema de gerenciamento de pedidos) e, nesse processo, muitos documentos são trafegados. 

Alguns exemplos são: pedidos, faturas, status de envio, informações alfandegárias, documentos de estoque e confirmações de pagamento. 

Esses documentos EDI são processados por computadores e usam formatos padrão compatíveis com computadores. 

Os padrões descrevem cada dado e seu formato (por exemplo, tipo de documento, partes envolvidas, ações a serem executadas, mmddyy). Os padrões eliminam as variações de empresa para empresa, permitindo que o sistema de computador de cada parceiro de negócios fale um idioma comum. 

Há uma variedade enorme de padrões de EDI para vários setores, regiões e casos de uso. Cada documento tem um tipo.  Portanto, os parceiros de EDI devem usar o mesmo padrão para que a comunicação de dados seja efetiva. 

Os padrões populares incluem: ANSI X12 nos EUA, UN / EDIFACT globalmente e padrões específicos do setor, como o HIPAA 

Pin It on Pinterest